Marega: “Queria viver num país muçulmano”

Depois de sair do FC Porto a custo zero, Marega, agora ao serviço do Al Hilal, recordou a sua passagem pelos azuís e brancos. O antigo avançado dos dragões recordou alguns dos melhores momentos da sua carreira, deixando rasgados elogios a Sérgio Conceição, o treinador que melhor proveito tirou de Moussa Marega.

“Joguei um ano e meio no Marítimo, onde começou a minha história em Portugal. Depois fui para o FC Porto. Assinei e foi a chave para os momentos bonitos que passei naquele grande clube. Tive um grande treinador, o Sérgio Conceição, com quem aprendi muitas coisas e a quem devo muito. É o melhor treinador que tive até agora e um dos melhores da Europa.

Marega abordou a saída do clube, explicando a necessidade de viver outra experiência e de regressar a um país muçulmano. «Estava no meu último ano de contrato, ia ser um jogador livre e tinha de tomar uma decisão. Tinha de decidir rapidamente o meu futuro para estar preparado para dar o próximo passo e também evitar lesões que pudessem condicionar a transferência. O meu agente ligou-me e disse-me que havia uma oferta da Arábia Saudita e perguntou-me se eu estava interessado. Uma ou duas semanas antes tinha falado com a minha esposa sobre o futuro e sobre a possibilidade de irmos para um país islâmico, visto que somos muçulmanos».

Quando soube do interesse do Al Hilad, o avançado garante que não teve dúvidas. “Passei cinco anos magníficos no FC Porto, mas queria viver outra experiência. Queria mudar de vida, de continente e de destino. Eu e a minha família queríamos viver noutro lugar, sobretudo num país islâmico. Por isso, quando soube de uma oferta da Arábia Saudita, mais especificamente do Al Hilal, não hesitei.

Compartilhar

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

4 × 1 =